More

    Natal: Inmetro participa de ação global para segurança de produtos vendidos online

    spot_imgspot_img

    Presidente da Abrac, Synésio Batista da Costa, pontua que os brinquedos merecem atenção especial neste natal

    Com a aproximação do Natal e a popularização dos marketplaces, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) aderiu à campanha global “Segurança em primeiro lugar”, coordenada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A ação envolve 21 países e defende a segurança dos produtos comercializados online.

    A OCDE apontou que a venda de produtos não conformes e irregulares tiveram maior incidência nos marketplaces do que em sites de varejistas com loja virtual própria. “Com o Natal chegando, precisamos ficar atentos, principalmente, com os brinquedos”, pontua o presidente da Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac), Synésio Batista da Costa. “Apesar de possuir um menor preço e parecer vantajoso financeiramente, um produto infantil sem o certificado de conformidade pode trazer risco à saúde da criança e provocar acidentes”.

    Os testes necessários para que um brinquedo seja aprovado para venda são realizados por laboratórios acreditados pela Coordenação Geral de Acreditação (Cgcre) do Inmetro, e os principais ensaios realizados são os de impacto e queda, toxicologia, mordidas, furos, torção e tração, inflamabilidade e ruído.

    Produtos falsificados, nacionais ou internacionais, são recorrentes em vendas via marketplace. Esses itens também não estão em conformidade, pois não passaram pelas avaliações necessárias para a comercialização, e podem causar acidentes. A venda de produtos irregulares e/ou pirateados pode ser denunciada no site do Inmetro.

    “Essa campanha de conscientização sobre a segurança de produtos vendidos online, ainda mais nessa época do ano, é de extrema importância para não haver um aumento de acidentes de consumo”, concluiu o presidente da Abrac.

    Recentes

    Quer receber mais conteúdos como esse?

    Você pode gostar