More

    PMEs online faturaram R$ 163,5 milhões na Black Week 2023

    spot_imgspot_img

    No total foram vendidos 2,5 milhões de produtos durante a Black Week, cuja duração foi do dia 20/11 ao dia 26/11

    De 20 a 26 de novembro de 2023, as pequenas e médias empresas online faturaram R$ 163,5 milhões nas vendas promocionais da Black Week, o que mostra um crescimento de aproximadamente 45% em comparação a 2022. Foram comercializados 2,5 milhões de produtos e o ticket médio de cada compra foi de R$ 262,80. Os itens mais vendidos na semana de promoções foram temperos, granola, creatina, relógios, óculos de sol, camisetas e biquínis. Os dados são da Nuvemshop, plataforma para criação de lojas virtuais que é líder na América Latina. 

    “A adaptação do varejo online brasileiro em relação à Black Friday se consolida nos dados, mostrando que maiores períodos promocionais fazem sucesso com os consumidores. A Black Week teve uma grande movimentação em pedidos nas PMEs online, garantindo maiores faturamentos para este final de ano”, comenta Marcela Orlandi, gerente sênior de Sucesso do Cliente da Nuvemshop

    A Soho Papelaria, loja online focada em produtos de papelaria criativa, apostou em uma campanha de Black Friday durante toda a semana para atrair os clientes e concorrer até mesmo com grandes marcas. “Fizemos uma seleção de produtos queridos pelo público com até 40% de desconto e oferecemos mais 5% de desconto no Pix. Também enviamos brindes para garantir um unboxing positivo para os consumidores. Preparamos a estratégia com alguns meses de antecedência, investimos em conteúdo e marketing e já conseguimos faturar mais de 6 dígitos neste mês, o que é um marco para a nossa loja”, comenta Flavia Mohseni, dona da Soho Papelaria. 

    Dentre os estados que mais faturaram na semana, São Paulo é quem lidera, seguido por Minas Gerais, Santa Catarina e Rio de Janeiro. Já sobre os meios de pagamento, cartão de crédito (53% dos pedidos) permanece como principal escolha dos compradores, acompanhado logo em seguida pelo Pix (39%). Os segmentos com maior faturamento são: Moda (R$ 72 milhões), Saúde & Beleza (R$ 13 milhões) e Casa & Jardim (R$ 8,5 milhões). 

    Em relação aos canais de venda, 92% das compras do e-commerce geradas a partir das redes sociais foram originadas pelo Instagram. Além disso, cerca de 79% dos consumidores compraram via dispositivos mobile. A média de descontos oferecidos pelos lojistas foi de 25% off. 

    Na análise foram consideradas as vendas realizadas de 20 a 26 de novembro de 2023 da base de lojistas brasileiros da Nuvemshop.

    Recentes

    Quer receber mais conteúdos como esse?

    Você pode gostar