More

    Especialista fala sobre a redução de custos e processos com a IA no varejo físico e online

    spot_imgspot_img

    Benefícios de integrar seus processos ao Mundo Open são gigantescos, uma vez que permitem a facilidade de integração com todas as funções necessárias para o varejo

    Reduzir custos e processos é hoje o principal desafio enfrentado pelas empresas. E para vencê-los, muitas têm lançado mão da inteligência artificial, tecnologia que permite unificar processos, reduzir consideravelmente despesas e simplificar fluxos.

    De acordo com Juan Ferrés, CEO da Teros, empresa especializada em soluções de inteligência de dados, pricing e Mundo Open, as soluções baseadas em IA são aplicáveis a todos os setores da economia. “No caso do varejo, por exemplo, é possível unificar a jornada do cliente e o contato com ele, reduzindo retrabalhos no fluxo de atendimento”, revela o especialista. 

    Ele toma como exemplo o processo de uma loja física. No mundo tradicional, sem o uso de IA e de uma plataforma adequada, onde o processo é realizado 100% por um ser humano, é comum que ocorram erros. “Isso é natural, afinal tudo aquilo que é feito manualmente demanda muito tempo, muitos processos e sobretudo custos elevados durante o processo de venda”, diz ele.

    Ele prossegue lembrando que, normalmente, no processo de ruptura de venda e de gestão do vendedor, o cliente escolhe um produto, realiza o check out, espera na fila e às vezes até desiste do produto. Mas caso isso não aconteça, os produtos são registrados, escolhe-se um pagamento, confirma-se o pagamento, a nota fiscal é emitida, a mercadoria é liberada e caso a conciliação seja realizada, a transação é concluída. Agora, caso o pagamento não for confirmado ou a conciliação não ocorrer, retorna-se novamente para um novo envio – o que causa mais perda de tempo, mais gasto de dinheiro e de recursos. 

    “São necessários muitos passos em uma operação tradicional – desde o atendimento, o caixa, a devolução e a conciliação”, avalia Juan. Por isso, o executivo lembra que no mundo open tudo ocorre de forma automática. Segundo ele, ao integrar a iniciação de pagamento ao processo de confirmação de venda usando uma plataforma ágil, tudo fica mais simples. “Os benefícios são gigantescos porque permitem reduzir custos em setores como atendimento, caixa, espaço físico, devolução, ruptura e conciliação. Tudo, usando IA”.

    De acordo com o porta-voz da Teros, com o apoio da IA, a etapa de venda começa diretamente com o consentimento do cliente. Dentro desta jornada, é definido que a instituição está requerendo os dados para cadastro, análise, cobrança e envio. “Se esses dados não forem aprovados, o fluxo começa automaticamente a corrigir as informações pertinentes. Mas se forem, todo o processo de check out, pagamento, emissão de nota, liberação da entrega, baixa no estoque e conciliação financeira é realizado automaticamente, concluindo a transação de forma mais rápida e eficiente. “Isso reduz custos consideravelmente em todo o processo”, ressalta Juan.

    Ele lembra que já existem produtos no mercado que possibilitam a integração de instituições ao Open Finance. “Os benefícios de integrar seus processos ao Mundo Open são gigantescos, uma vez que permitem a facilidade de integração com todas as funções necessárias, garantindo que todos os fluxos dos dados fiquem dentro do seu ambiente. Além disso, mantém a sua solução sempre atualizada em relação ao regulatório do Banco Central”, finaliza o executivo.

    Recentes

    Quer receber mais conteúdos como esse?

    Você pode gostar