More

    Checkout simplificado é crucial para a conclusão de pedidos no varejo, afirmam Salesforce e Mercado Pago

    spot_imgspot_img

    Executivas das empresas indicam que entender o comportamento do cliente até a confirmação da compra é uma das práticas essenciais para o sucesso do varejo

    A Salesforce, especialista em gestão de relacionamento com clientes (CRM), em parceria com o Mercado Pago, banco digital do Mercado Livre, reuniu executivas das empresas para debateram sobre quais práticas são necessárias para obter sucesso no setor varejo, que tem se tornado mais concorrido ano após ano.

    Diante de um cenário mais acirrado, com milhares de produtos à disposição principalmente em datas como Black Friday, Natal e Dia das Mães, os e-commerces têm buscado aperfeiçoar os seus processos para conquistar novos consumidores.

    De acordo com Adriana Nutzler, Gerente Sênior de Sucesso do Cliente na Salesforce, muitos clientes acabam desistindo de finalizar a compra na hora do pagamento por se incomodar com algum requisito, como solicitação de dados desnecessários.

    “O checkout foi simplificado ao longo dos anos, pois tudo em nossa vida virou uma questão de tempo, velocidade e fluidez. Uma das exigências deste momento do varejo para o sucesso de um negócio é ter um checkout veloz e objetivo, entendendo o comportamento do consumidor até o final do processo, evitando assim a desistência do produto”, comenta. 

    O setor tem se acostumado também com outro fator: a inteligência artificial. Utilizar sistemas automatizados para a análise de insights, dados e métricas, que tendem a transformar a jornada da compra digital em um processo mais otimizado, é uma nova tendência dos varejistas. “O mercado tem passado por uma evolução, que torna cada vez mais importante simplificar a jornada do cliente. As tecnologias têm facilitado o estudo do comportamento dos consumidores, possibilitando a criação de novas estratégias para o e-commerce”, afirma Tatiane Souza, Head de Parcerias Online do Mercado Pago. 

    Há um aumento significativo no nível de exigência dos consumidores, o que pode ser considerado válido pela variedade de opções existentes no mercado. Ter uma base de dados integrada e parceiros que façam o seu e-commerce mais confiável tem fortalecido a relação com novos clientes, que antes da pandemia não realizavam ou não tinham o costume de comprar mercadorias online. 

    “Os compradores avaliam selos de qualidade e os parceiros como indicadores de reputação de uma loja. Nesse contexto, pequenos e médios empreendedores podem potencializar o seu negócio a partir da credibilidade de seus parceiros. O mesmo vale para os grandes varejistas que também precisam de atenção ao selecionar seus fornecedores de tecnologia, para que estes estejam aptos a prover soluções de alta performance combinadas à segurança e inovação”, aconselha Tatiane. “O lojista digital precisa estar preocupado todos os dias com a segurança que ele oferece aos seus clientes, conquistando assim a fidelização deles”, finaliza.

    Recentes

    Quer receber mais conteúdos como esse?

    Você pode gostar