More

    Catálogos digitais nas lojas físicas atendem demanda de um consumidor cada vez mais phygital

    spot_imgspot_img

    Cofundador da Aqua, empresa especializada na solução, explica funcionamento do produto e seus benefícios para os varejistas

    Muitas vezes, quando ouvem falar no termo ‘phygital’, gestores do varejo acreditam que ele reflete a missão de transportar a experiência da loja física para o meio digital. Pesquisas recentes têm demonstrado, no entanto, que atender a via inversa também é fundamental.

    Um estudo divulgado pela Salesforce, por exemplo, revelou que 72% dos consumidores fazem uso de seus dispositivos móveis durante as compras presenciais. Isto é: a loja física também tem de ter estar preparada para se integrar ao digital.

    É nessa esteira que empresas como a Aqua estão se destacando ao desenvolver soluções para que varejistas possam oferecer experiências ‘de telas’ para seus clientes dentro da loja.

    A partir de telas interativas usadas por clientes e vendedores, a empresa entrega mais comodidade e detalhamento das informações do produto ao toque de poucos cliques – estratégia que tem aumentado as conversões em expressivos 100%.

    “Resumidamente, nossa empresa trabalha com soluções que ajudam na jornada de vendas e na experiência dos clientes. Fazemos isso levando interatividade, informações e serviços digitais para as lojas físicas”, destacou Fábio Assis, cofundador da Aqua.

    Modelo tem atraído marcas que querem maior exposição nas lojas de varejo

    Além de contribuir para que varejistas melhorem a experiência de seus consumidores ao somar toda a comodidade e interatividade do ambiente digital à materialidade da loja física, soluções de ‘Showcase’ como as da Aqua também atraem as marcas de produtos que querem se destacar entre as concorrentes nas lojas físicas.

    “Temos, por exemplo, o case da Electrolux. Eles tinham o problema de exposição dos produtos nas lojas. Geladeiras, fogões e outros eletrodomésticos são grandes. Não dá para mostrar tudo. Mas, se não mostrar, como faz para vender?  É aí que a gente entra. Nossos catálogos mostram todas as categorias e produto”, comentou Assis – antes de detalhar o funcionamento da solução.

    “Em vez de abrir o e-commerce da empresa, nossos apps são pensados para uso nas lojas físicas. Da navegação na tela interativa ao carrinho de compras, tudo é pensado para uso em locais públicos”.

    Além das marcas que têm problema de exposição, o catálogo da Aqua atrai também marcas de produtos complexos cujo entendimento total de suas funcionalidades e diferenciais é fundamental para a conclusão da venda.

    Neste contexto, as marcas estão decidindo não depender apenas de vendedores e promotores de venda ao apostar nesses catálogos digitais instalados na loja física. 

    Com ele, pode ver as informações e características de todos os produtos – o que elimina possíveis gargalos informacionais no momento da compra.

    “Nesse sentido, temos o case da Stihl, fabricante de equipamentos de jardinagem. Comprar uma serra elétrica, por exemplo, é algo complexo e nem sempre você tem um  vendedor para te ajudar na loja. Por isso, a empresa apostou nos nossos catálogos interativos em lojas como a Leroy Merlin“, finalizou o cofundador da Aqua.

    Recentes

    Quer receber mais conteúdos como esse?

    Você pode gostar