More

    Retorno às bases e contenção de gastos: NRF 2023 coloca os pés no chão

    spot_imgspot_img

    Convidamos especialistas presentes na NRF 2023 para compartilharem suas percepções sobre mais uma edição da maior feira de varejo do mundo

    Lucas Torres

    [email protected]

    O ano de 2023 mal começou, mas já oferece diretrizes fundamentais sobre os tópicos que devem ser protagonistas no varejo mundial ao longo do ano. 

    Entre os dias 15 e 17 de janeiro, a cidade estadunidense de Nova Iorque recebeu a National Retail Federation Big Show & Expo (NRF) – maior feira varejista do planeta que, nesta edição, reuniu cerca de 38 mil participantes vindos de 99 países diferentes.

    Embora traga conteúdo relevante em cada uma de suas realizações anuais, o evento deste ano trouxe uma característica diferente e, na opinião dos consultores e empresários presentes, mais substancial.

    Isso porque, se em outras ocasiões a feira primou pelo aspecto do ‘show e do futurismo’, sua edição atual visou colocar os pés dos participantes no chão, ao reforçar a importância de bases tais quais a loja física como pilares a partir dos quais devem ser testadas e desenvolvidas soluções de características mais inovadoras.

    “Sem dúvida foi uma NRF muito mais pautada em aspectos relacionados à execução daquilo que foi já considerado inovação em edições anteriores do que um apanhado de novos trends. Neste contexto, a jornada do consumidor passa a ser vista cada vez mais integrada, onde todo o ponto de contato é extremamente relevante. E, sem dúvida alguma, a loja física e seu novo papel ficaram reforçados na retomada pós pandemia”, relatou o diretor comercial B2C da Infracommerce, João Paulo Amadio, que esteve presente no evento do mês passado.

    Na mesma linha de percepção de retomada do destaque das lojas físicas na NRF 2023, outro empresário presente no evento, o executivo do Myrp Enterprise, Paulo Guimarães Peguim, pontuou três conclusões da feira que motivaram este ‘retorno à tradição’:

    • Percebeu-se que as lojas físicas são extremamente importantes durante a cadeia de decisão do consumidor, o momento de desejo do produto até a realização da compra;
    • A loja física tangibiliza a marca para o consumidor, ou seja, uma marca sem ponto físico, dificilmente será lembrava no meio virtual;
    • A loja física ainda tem um sentido de conveniência mais forte do que a online. Muitos consumidores optam pelo meio virtual após conhecerem o produto em uma loja física, fora desse contexto, quando o cliente não tem conhecimento da loja física, eles acabam optando por ir até um ponto de venda presencial para saber mais sobre o produto.

    “É como um movimento pendular, no início do pêndulo todos acreditavam muito no combo e-commerce mais delivery, ou seja, que a melhor solução seria a compra online para receber à domicílio. Mas agora o pêndulo está retornando à posição central”, observou Peguim.

    Brasileiros presentes na NRF 2023 destacam tendências apontadas pela feira

    A edição de 2023 da National Retail Federation Big Show & Expo teve no retorno às bases do varejo sua característica principal. Apesar disso, a feira não deixou, é claro, de citar as tendências tecnológicas que já estão em plena aplicabilidade nas empresas ao redor do mundo.

    Para adentrar neste universo repleto de inovação, convidamos quatro especialistas brasileiros presentes na feira a compartilharem aquelas que mais lhes impactaram ao longo dos três dias de evento. Confira:

    Inteligência artificial – Paulo Cesar Peguim, Myrp Enterprise 

    Para o executivo da empresa especializada em sistemas de gestão empresarial com PDV exclusivo voltado às grandes operações do varejo de moda, o uso maduro da inteligência artificial em plena atividade apresentado por meio de cases concretos foi uma das tendências mais relevantes da NRF 2023.

    Peguim destacou que há diversas rotinas de inteligência artificial aplicadas à logística, lojas, centros de distribuição, gôndolas e até mesmo projeção de tendências para os próximos períodos, como, por exemplo, cores que estarão em alta.

    Além disso, segundo ele, este elemento está cada dia mais presente os PDVs menores que rodam em android e são capazes recomendar para o lojista que ele encomende determinado item, avaliam a sazonalidade dos produtos, fazem balanço de vendas, e conseguem até apresentar qual foi o clima de tal época do ano anterior, qual período vendeu mais determinado produto, além de ponderar tudo isso, pode dar uma atribuição para o resultado de vendas.

    Construção de nichos – Bruno Stuchi, Coaktion

    O CEO e fundador da empresa especializada na digitalização de processos de experiência do consumidor, apontou para a tendência de maior valorização da construção de nichos específicos como um dos principais trends apontados pela feira.

    Neste sentido, vale pontuar que a NRF 2023 não careceu de cases de grandes marcas que mostraram estar investindo em vínculos mais aproximados no lugar de buscar um ‘alcance de milhões’.

    Entre os destaques apontados estavam a Hollister e Forever 21, para as quais o investimento nos micro e pequenos influenciadores têm sido tratados como chave para atingir públicos mais segmentados e mais fiéis.

    Recommerce – João Paulo Amadio, Infracommerce

    Uma tendência que exemplifica a chegada da pauta da economia circular e dos compromissos e ESG chamou a atenção do diretor comercial de um dos maiores ecossistemas de comércio digital da América Latina.

    Ao analisar as novidades apresentadas na NRF 2023, Amadio destacou o crescimento exponencial do chamado ‘recommerce’ – comercialização de maneira estruturada, via criação de ecossistemas, de ítens de 2a mão – especificamente no mercado de moda/luxo.

    “Este é um mercado que cresce três vezes mais que o varejo tradicional”, salientou o especialista.

    Self checkouts – Ariane Carolina Bete, DM 

    Como tem acontecido nos últimos anos, a NRF 2023 reforçou a importância de se oferecer uma experiência cada vez mais fluida e prazerosa para o consumidor.

    Neste contexto, a head comercial da empresa de cartões private label apontou a popularização do self checkout como uma das tendências mais relevantes apresentadas pela feira.

    Vale destacar que a ferramenta atua como um caixa de autoatendimento. Sendo assim, tal como um checkout tradicional, ele tem a capacidade de realizar o controle de vendas e o pagamento das compras dos seus clientes.

    Crise econômica global preocupa participantes da maior feira de varejo do mundo

    Desde a chegada da pandemia da covid-19, em 2020, as cadeias de consumo e a economia mundial têm sofrido com alguns de seus índices mais desafiadores. Exemplo disso, é o fato de que, no último mês de novembro, a consultoria Moody’s registrou que a inflação global atingiu o patamar recorde de 12,1%.

    Este cenário não passou despercebido da NRF 2023 e foi utilizado como uma espécie de chamado para uma maior eficiência operacional e um equilíbrio entre inovação e execução por parte dos varejistas dos mais diferentes portes.

    Expressando o sentimento de que entraremos em uma era de ‘menos abundância’ em áreas diversas, que contemplam os quesitos temporal, energético e monetário, a feira refletiu a onda de redução de custos das big techs que, reduziram uma média de 50 mil pessoas na área de tecnologia em nível mundial, e que agora tem se prolongado também para os grandes varejos mundiais.

    “O big retail também vem reduzindo os custos com redução de funcionários e espaços, há redução que vem sendo feita que não percebemos que é a quantidade de inventários dentro dos ciclos, pois eles sabem que o custo e talvez seja maior do que o lucro. Eles estão preocupados, mas tomando os cuidados para que não chegue aos extremos”, relatou o executivo da Myrp Enterprise, Paulo Guimarães Peguim.

    Analisando as recomendações da feira em meio a este cenário desafiador, Bruno Stuchi, CEO da Coaktion, observou que um velho conhecido dos varejistas mundiais têm se unido à adoração de uma operação mais enxuta como chave para a performance dos negócios do setor: a fidelização.

    Segundo ele, embora outras edições já destacassem a importância da promoção de uma experiência encantadora do cliente, a feira de 2023 enfatizou este aspecto como elemento fundamental para a sobrevivência das empresas, já que a manutenção dos clientes já conquistados contrapõe um ambiente em que a aquisição de novos clientes deve ser muito mais custosa.

    Em complemento à análise do colega, João Paulo Amadio, diretor comercial da Infracommerce, apontou algumas das estratégias de fidelização citadas pelos palestrantes da NRF 2023.

    “Dado todo esse contexto de menor abundância, somado a volta de pandemia que estimulou uma jornada ainda mais integrada existe um olhar ainda mais profundo para todo touchpoint do consumidor e da marca – ouvi em algumas palestras o termo “winning customers on every touchpoint” (conquistar clientes em cada contato), desde o contato na loja até pontos que normalmente são mais negligenciados como momentos de troca & devolução”, pontuou Amadio – antes de concluir apontando o compromisso ESG como ferramenta importante de fidelização.

    “O consumo consciente também foi um driver de mudanças, a Saks 5th Avenue pesquisou sua base de clientes antes de lançar sua linha de produtos usados e mais de 80% de consumidores afirmaram que seriam clientes desta categoria”.

    Recentes

    Quer receber mais conteúdos como esse?

    Você pode gostar