More

    Dia do Comerciante: como o ERP pode ser decisivo para um bom desempenho no varejo físico

    spot_imgspot_img

    Dados gerados pelo ERP podem fazer parte da estratégia do negócio para alavancar resultados no varejo físico

    O dia 16 de julho celebra o Dia do Comerciante no Brasil, uma profissão que vive transformações, especialmente com o avanço do comércio digital, e está inserida em um ambiente extremamente competitivo. Nesse cenário, a tecnologia vem sendo essencial para a evolução dos comerciantes na performance dos negócios. É o caso de sistemas ERP, que aliados a equipes bem treinadas, podem trazer grandes resultados.

    “Em um mercado tão competitivo, um ERP de gestão completa é fundamental, além de uma equipe preparada para explorar todas as funcionalidades do sistema. Oferecer aos consumidores uma experiência positiva, com um time capacitado e munido de dados relevantes faz a sua loja se destacar no mercado e fideliza clientes”, garante Juliano Mortari, CEO e fundador da VarejOnline, empresa especializada em tecnologia para gestão de lojas, franquias e pontos de venda (PDV).

    Prepare seu time

    Promover treinamentos de qualidade mantém os colaboradores motivados e mais preparados para lidar com os novos comportamentos do consumidor. Os treinamentos podem ser feitos por setores ou em conjunto, dependendo da temática. O importante é abordar conteúdos que auxiliem na rotina do negócio e sejam práticos para o dia a dia dos lojistas, ajudando a resolver demandas reais.

    “Apesar da VarejOnline ser um sistema de ERP, enxergamos o treinamento como parte fundamental da gestão, porque é necessário que as pessoas estejam capacitadas para operar a ferramenta, explorando ao máximo seus recursos. Por isso, oferecemos treinamentos esporádicos para nossos parceiros”, conta o CEO.

    Use o ERP a seu favor

    Dentro de um ERP, é possível encontrar diversas funcionalidades que impulsionam as vendas e, se forem utilizadas alinhadas à estratégia do negócio, podem trazer bons resultados. Um exemplo é a análise de clientes. O ERP consegue traçar o comportamento do consumidor, mostrar os itens mais comprados por ele, qual o ticket médio das compras, e assim é possível oferecer produtos que combinem com cada perfil.

    “Incentivamos os profissionais a explorarem o ERP, pois lá eles encontram todo tipo de informação para atender o cliente e gerir o negócio. É possível também integrar estoques, da loja online e física, gerar cupons que podem ser usados em campanhas com influenciadores ou promoções de aniversários, acompanhar o ranking de vendedores, o que ajuda no acompanhamento das metas, entre outros insights relevantes”, finaliza Juliano Mortari.

    Recentes

    Quer receber mais conteúdos como esse?

    Você pode gostar