O desafio do varejo pós pandemia

Marco A. K. Sampaio*

O consumidor que vai retomar o consumo após a pandemia é diferente do consumidor que iniciou o distanciamento social em 2020.
Antes a maioria das compras era feita presencialmente e havia muita insegurança em relação às compras online.

A sociedade pós pandemia está acostumada com quase 50% das compras feitas nos canais digitais e mesmo as pessoas mais tradicionalistas acessam o internet banking e fazem pelo menos pequenas transações online.

Este comportamento é um grande risco para o varejo, principalmente quando pensamos que a maioria das comodities que movimentam a economia são compradas mais baratas online.

Assim o varejo tradicional vai ter que repensar sua atuação, vai ter que encantar o cliente, vai ter que trazer para o atendimento a preocupação com a experiência do consumidor.

O consumidor se na sal experiência de compra não tiver prazer, vai voltar a comprar online por que assim vai economizar no valor dos produtos e no seu tempo, já que em muitos lugares o atendimento é descuidado ou mal preparado.

Em cidades onde parte do comercio é movimentado pelo turismo este cuidado vai ter que ser ainda maior, por que o mal atendimento compromete o resultado de toda a cadeia.

Temos que pensar que o custo de aquisição de clientes está cada vez mais alto e competimos online com pessoas de todos os lugares e para conseguirmos alcançar nossos objetivos temos que aproveitar cada vez mais as oportunidades.

Então devemos aproveitar esta fase onde estamos preparando tudo para o fim do isolamento social e treinarmos nossas equipes para encantar os “novos” clientes.

*Consultor na Cayaman Consultoria