Magneti Marelli lança sensores de desgaste de pastilhas

Item de segurança presente nos veículos premium, os sensores de desgaste de pastilhas de freio chegam ao portfólio da Magneti Marelli. Comprometida em oferecer ao mercado reparador uma ampla gama de produtos, a marca lança 59 códigos com aplicações para diversos modelos BMW.

Os sensores de desgaste são responsáveis por alertar o motorista sobre o estado das pastilhas. Localizado entre o material de atrito e a plaqueta das pastilhas, o sensor entra em contato com o disco de freios quando o seu desgaste atinge nível crítico, indicando que sua vida útil está chegando ao fim por conta do consumo causado naturalmente pelas frenagens. Quando esse contato ocorre, uma luz de alerta é acionada no painel do carro, indicando que o componente precisa ser substituído.

Ao notar o aviso no painel, é recomendado que o motorista procure uma oficina de confiança para verificar o sistema de freios. Confirmada a necessidade da troca das pastilhas, é importante que o reparador observe a correta aplicação, já que é vasta a diversidade de modelos de pastilhas com sensor de desgaste. A utilização de um componente errado pode comprometer o funcionamento do conjunto e, consequentemente, prejudicar a segurança do veículo.

              Além disso, é recomendada a revisão do próprio sensor, já que está montado em local exposto a intempéries, impurezas, umidade, vibrações e até mesmo risco de choques com elementos presentes nas vias, o que pode causar avarias nos sensores, gerando funcionamento irregular da função alarme ao motorista, que pode deixar de indicar o desgaste ou até mesmo gerar alerta falso de pastilha gasta.

Pastilhas de freio

As pastilhas de freio são fundamentais para garantir a segurança dos ocupantes do veículo. Elas trabalham em conjunto com a pinça de freio e têm a função de reduzir a velocidade do carro e até sua parada total, se for o caso. A marca Cofap, referência no mercado de reposição de autopeças, comercializa pastilhas de freio para 95% da frota circulante.

As pastilhas devem sempre ser verificadas no momento da revisão veicular, uma vez que o desgaste da peça varia muito, dependendo do modo como se dirige. Utilizar o recurso da “banguela” em veículos com câmbio manual, segurando o carro somente no freio, acelera o desgaste das pastilhas. Nos carros com câmbio automático e nos carros com câmbio CVT, o desgaste de pastilhas também é mais acentuado.

Um dos principais sinais de desgaste das pastilhas é o ruído característico, provocado pelo contato do sensor de desgaste mecânico contra a superfície do disco de freio. O motorista também deve ficar atento e procurar uma oficina de confiança quando perceber ineficiência na frenagem ao acionar o pedal do freio.