Lavando as mãos da pandemia no Brasil

Luiz Marins é Antropólogo consultor, escritor, autor de 33 livros. Saiba mais em www.marins.com.br

O Ministério da Saúde decretou o fim da pandemia no Brasil. E agora? Agora é muito importante que continuemos com os hábitos de higiene e saúde que aprendemos durante a pandemia. Assim, lavar bem as mãos, desinfetar as mãos sempre que possível e mesmo usar máscaras quando estiver gripado para não contaminar outras pessoas são hábitos civilizados que não podemos perder.

Estudos comprovam que boa parte das infecções, inclusive hospitalares, poderia ser evitada se as pessoas lavassem bem e com mais frequência suas mãos. Um artigo publicado pela Biblioteca Nacional de Medicina do Centro de Informação em Biotecnologia dos Estados Unidos, afirma textualmente: “As infecções associadas aos cuidados de saúde estão chamando cada vez mais a atenção de pacientes, seguradoras, governos e órgãos reguladores. Isso não se deve apenas à magnitude do problema em termos de morbidade, mortalidade e custo de tratamento associados, mas também devido ao crescente reconhecimento de que a maioria delas é evitável. A comunidade médica está testemunhando avanços sem precedentes na compreensão da fisiopatologia de doenças infecciosas e a disseminação global de infecções multirresistentes em estabelecimentos de saúde. Esses fatores, agravados pela escassez de disponibilidade de novos antimicrobianos, exigiram uma revisão do papel das práticas básicas de prevenção de infecções nos cuidados de saúde modernos. Atualmente, existem evidências indiscutíveis de que a adesão estrita à higiene das mãos reduz o risco de transmissão cruzada de infecções.”

Os mesmos alertas estão sendo feitos de maneira nacional em todos os países que, orientados pela OMS — Organização Mundial da Saúde — estão desenvolvendo grandes ações de educação sanitária pós-Covid, principalmente o hábito de lavar as mãos. Estudos sérios mostram que países que têm tido grande reincidência nas endemias e epidemias são aqueles em que a população tem hábitos precários de higiene, principalmente em relação ao lavar as mãos. Assim, apesar da multiplicidade de cuidados que temos que ter, se apenas lavarmos bem e com frequência nossas mãos já evitaremos contaminações e teremos uma vida infinitamente mais saudável. É o que afirmam hoje, os maiores cientistas. Pense nisso. Lave bem as mãos