Incêndios em carros da Tesla reforçam temores da indústria automotiva

Yogi e Carolyn Vindum ainda dormiam quando seu Tesla Model S emitiu um alerta informando que o carregamento da bateria havia sido interrompido, no fim do ano passado. Doze minutos depois, eles foram despertados por um estridente alarme de carro, em meio a um incêndio que consumia sua casa, em San Ramon, Califórnia. O fogo começou em um dos dois veículos elétricos estacionados em sua garagem e avançou para o outro.

O incêndio, que não foi relatado anteriormente pela imprensa, é um entre uma série de exemplos recentes que demonstram o que pode acontecer quando carros elétricos ficam parados em garagens para carregar suas baterias durante a noite. O tema causa crescentes preocupações, enquanto vários fabricantes de veículos elétricos têm alertado clientes para não deixar os carros carregando sem supervisão sob certas circunstâncias, nem estacionados com a bateria completa dentro de garagens.

Fabricantes de automóveis, incluindo General MotorsAudi e Hyundai fizeram recalls de veículos elétricos em razão de riscos de incêndio nos anos recentes e alertaram a respeito de perigos associados.

No ano passado, a Chevrolet aconselhou clientes a não deixar seus veículos carregando da noite para o dia e a não manter veículos totalmente carregados dentro de garagens. A empresa fez recall de mais de 60 mil unidades de seus veículos elétricos Bolt em razão de preocupações a respeito de os carros poderem entrar em combustão espontânea se ficarem estacionados com a bateria completa ou enquanto são carregados, após relatos de cinco incêndios ocorridos em veículos sem impactos nem danos anteriores. A empresa realizou um novo recall no mês passado, dos mesmos modelos, após dois relatos de incêndios em baterias de carros que sofreram reparos.