IBGE: Vendas do varejo avançam 0,6% em novembro

Pilha de caixas com uma seta indicando crescimento. Imagem para representar o aumento de vendas no varejo do Brasil.

Segundo o IBGE, em novembro de 2019, o volume de vendas do varejo nacional avançou 0,6%, frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, sétima taxa positiva consecutiva, período em que o varejo acumulou ganho de 3,3%. O índice de média móvel trimestral, após acréscimo de 0,4% no trimestre encerrado em outubro, aumentou 0,5% no trimestre encerrado em novembro.

O comércio varejista avançou 2,9% em novembro de 2019 frente a igual mês do ano anterior, oitava taxa positiva seguida nessa comparação. Com isso, o varejo acumulou avanço de 1,7% de janeiro a novembro de 2019, comparado a igual período do ano anterior. O indicador acumulado nos últimos doze meses, ao passar de um avanço de 1,8% em outubro para 1,6% em novembro, sinalizou perda de ritmo nas vendas.

O volume de vendas do comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de Veículos, motos, partes e peças e de Material de construção, registrou queda de 0,5% em relação a outubro de 2019, interrompendo sequência de oito meses de crescimento contínuo, período em que o varejo ampliado acumulou ganho de 5,1%.

A média móvel do trimestre encerrado em novembro (0,4%) sinalizou redução no ritmo das vendas, quando comparada à média móvel no trimestre encerrado em outubro (0,7%).

O comércio varejista ampliado cresceu 3,8%, frente a novembro de 2018, oitava taxa positiva consecutiva. Assim, o varejo ampliado acumulou ganho de 3,8% de janeiro a novembro de 2019, contra igual período do ano anterior. O indicador acumulado nos últimos doze meses, ao passar de um aumento de 3,8% em outubro para 3,6% em novembro, também apontou recuo no ritmo de vendas.

O setor de Veículos, motos, partes e peças, ao registrar aumento de 6,7% em relação a novembro de 2018, assinalou a oitava taxa seguida positiva e exerceu a maior contribuição ao resultado do varejo ampliado. O indicador acumulado no ano até novembro mostrou aumento de 10,1% frente a igual período de 2018. A análise pelo indicador acumulado nos últimos 12 meses, ao registrar aumento de 9,9% até novembro, mostrou queda de ritmo em relação ao acumulado até outubro (10,4%).

Série com ajuste sazonal

Considerando o comércio varejista ampliado, o volume de vendas teve decréscimo de 0,5%, frente a outubro de 2019, na série com ajuste sazonal, interrompendo oito meses de crescimento consecutivo. Para essa mesma comparação, o setor de Veículos, motos, partes e peças registrou recuo de 1,0%, descontando parte do avanço de 2,4% no mês anterior, enquanto Material de construção apontou estabilidade, com variação de 0,1%, após aumento de 2,2% registrado em outubro de 2019.

Com avanço de 3,8% frente a novembro de 2018, o volume do comércio varejista ampliado registrou a oitava taxa positiva consecutiva. No indicador acumulado de janeiro a novembro o avanço ficou em 3,8%. Em relação ao acumulado nos últimos doze meses (3,6%) houve perda de ritmo em relação a outubro (3,8%). O resultado de novembro de 2019 refletiu, principalmente, a contribuição do desempenho de Veículos, motos, partes e peças, com avanço de 6,7%, enquanto o setor de Material de construção registrou crescimento de 4,4%.