Fabricantes brasileiros de autopeças participam de rodadas de negócios com importadores da Eurásia

Apex-Brasil

De 25 de outubro a 12 de novembro, sete empresas brasileiras do setor de autopeças participam de uma intensa agenda de reuniões de negócio com distribuidores que atuam na Rússia e em outros mercados da região, como Belarus e Cazaquistão. A ação, organizada pelo escritório da Apex-Brasil em Moscou, em parceria com o Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), será realizada em formato híbrido.

O Brasil ocupa o nono lugar no ranking mundial de produção de automóveis e desenvolve ativamente a indústria de produção de peças de reposição, componentes e equipamentos adicionais. Hoje o país exporta autopeças para mais de 200 países ao redor do mundo.

“Temos um histórico positivo de parceria com o Sindipeças para promover a autopeça brasileira na Eurásia, que contribuiu muito para o fortalecimento de nossa posição no mercado. As exportações para a Rússia crescem pelo sexto ano consecutivo e ainda há um potencial enorme a ser explorado, sobretudo no segmento de peças para veículos de carga, que é o nicho onde somos mais competitivos no mercado. Nosso objetivo é que cada fornecedor brasileiro identifique seus distribuidores na região para definirem estratégias para a atuação em médio e longo prazo”, explica Almir Américo, CEO do Escritório da Apex-Brasil em Moscou.

Este ano, representantes de sete fabricantes de autopeças para caminhões, carros, autocarros, bem como equipamentos agrícolas e especial irão participar nas reuniões B2B. Participam da ação as empresas Anroi Indústria e Comércio LTDA, BRASLUX Indústria de Autopeças LTDA, FLEXFAB South America LTDA, Tecnologia de Cabeça de Cilindro Maringá, Max Gear Indústria e Comércio de Autopeças LTDA, Metalúrgica Riosulense S/A e Schadek Automotive. Para divulgar os produtos brasileiros aos importadores russos, foi desenvolvido um site para a ação (https://brazil-onlineb2b.com/auto/), além de um catálogo virtual e anúncio em site especializado do setor na Rússia. Além disso, foi contratado um trabalho de matchmaking (seleção e contato com importadores).

A prospecção do mercado da Rússia para o setor de autopeças começou com a realização de um estudo em 2012, a partir da parceria entre Apex-Brasil e Sindipeças. A partir do estudo, compradores da Rússia passaram a ser convidados para missões compradoras realizadas no Brasil no âmbito do projeto Brasil Autoparts.

Em dezembro de 2020, foram realizadas 57 reuniões online entre nove fornecedores brasileiros de peças de reposição e 30 empresas da Rússia e dos países da CEI: distribuidores de autopeças e montadoras. Um ano antes, 14 fabricantes brasileiros de componentes automotivos visitaram a Rússia pela primeira vez em missão comercial. Em seguida, foram realizados 85 encontros B2B entre empresas brasileiras e russas, mais de 50 empresas da Rússia e países da CEI mantiveram negociações comerciais com fornecedores do Brasil.