Conarem apresenta programa para auxiliar retíficas a garantir segurança no trabalho

CONAREM apresentou um programa do SENAI-SP como forma de orientação para adoção de medidas que garantam segurança no trabalho

Conselho Nacional de Retíficas de Motores – Conarem destaca estudo do SENAI-SP como forma de orientação para adoção de medidas que garantam segurança no trabalho em máquinas e equipamentos nas retíficas. O trabalho de levantamento e estudos dos riscos contém mais de 600 páginas, um resumo técnico foi apresentado, no dia 1º de fevereiro, em São Paulo/SP, durante a 1ª Plenária Nacional de Retíficas de 2020 que reuniu representantes da rede de retificadores, diretoria e coordenadores regionais. Na ocasião, foram debatidos diversos temas, como novas parcer ias e as suntos de interesse do setor, como Normas de Segurança de Trabalho (NR-12), treinamentos, programas financeiros, entre outros.

O estudo foi apresentado aos retificadores por membros da equipe especializada na área de segurança do trabalho do SENAI-SP, entre eles, Carlos Alberto Marchioli e Mario Lopes dos Santos. O presidente do Conarem José Arnaldo Laguna ressaltou que o projeto foi custoso, mas o resultado final poderá ser encomendado por um pequeno valor em nome da retífica interessada, tomando os devidos cuidados já que os direitos autorais são do Senai e do Conarem.

Esse estudo tem como base a NR-12 – Norma Regulamentadora e as demais normas de segurança brasileiras e internacionais, que tem como objetivo garantir que o ambiente do trabalho, as máquinas e equipamentos sejam seguros para o trabalhador. Laguna explicou que, após diversas reuniões com associações de classe, SEBRAE, Secretaria Especial de Previdência e do Trabalho, o SENAI-SP foi contratado para preparar um trabalho que servisse para todo o setor retificador brasileiro, ou seja, levando em consideração às diversas variáveis entre as empresas de pequeno e médio porte. “As condições foram negociadas para que todos os retificadores possam adequar as empresas e equipamentos com o menor investimento possível, e, assim, o ambiente produtivo se torne seguro, atendendo às normas vigentes e evitando contratempos com a fiscalização do trabalho”, comentou. O estudo da análise de riscos pontua os riscos e sugere as medidas que devem ser tomadas para reduzir a quase zero a possibilidade de ocorrer um acidente do trabalho. Os interessados poderão encomendar uma cópia desse trabalho pelo e-mail: [email protected]

Outro ponto importante desenvolvido pelo CONAREM foi o desenvolvimento dos kits para adequação dos equipamentos, pois identificar um problema não é tão difícil, porém para reduzir a zero as possibilidades de acidentes é necessário ter conhecimento técnico da legislação, do equipamento e da operação prática. Para tal, o Conarem buscou industrias especializadas para que desenvolvessem soluções técnicas, práticas e o mais importante, a um baixo custo de aquisição.