Cofap amplia linha para caminhões e utilitários

Maior empresa do mercado de reposição de autopeças do Brasil, a Marelli Cofap Aftermarket acaba de incluir novos códigos em seu portfólio Cofap destinado a caminhões e utilitários. Os lançamentos trazem novos códigos de amortecedores, cubos de roda, juntas homocinéticas e molas a gás, que atendem as marcas Citroën, Fiat, Ford, Iveco, Hyundai, Peugeot, Scania e Volvo.

O catálogo de amortecedores Cofap ganhou o código B.48335 (traseiro), para ser aplicado nos caminhões Volvo, modelos FH13 Clássico e FM13 Clássico para mola helicoidal.

A linha de cubos de rodas foi ampliada com os códigos CRC03024 (Citroën Jumper, de 2003 a 2016, aro 16; Fiat Ducato Maxicargo Multijet, de 2010 a 2016 e Peugeot Boxer, de 2003 a 2016, dianteiro), CRC08015 (Chevrolet Transit, de 2009 a 2014, dianteiro), CRC08016 (Chevrolet Transit, de 2009, a 2015, dianteiro), CRC32008 (Hyundai HR, de 2005 a 2018, dianteiro) e CRC03026 (Fiat Ducato aro 16, de 2000 a 2017); CRC18005 (Renault Master 2.3, de 2013 em diante, sem rolamento, dianteiro).

Para a linha de juntas homocinéticas, foram lançados os códigos TLC03000 e TLC03001 (lado câmbio para o Citroën Jumper 2.3, aro 15/16, Fiat Ducato 2.3/2.8, aro 15/16 e Peugeot Boxer 2.3, aro 15/16, transmissão manual, de 2010 a 2017, lado direito e lado esquerdo) e TLC03003 (lado câmbio para o Citroën Jumper 2.8, Fiat Ducato 2.8 e Peugeot Boxer 2.8, transmissão manual, de 2001 a 2009). 

Os novos códigos de molas a gás são: MGC16673 (grade frontal para o Ford Cargo, a partir de 2011), MGC16659 (grade frontal para Iveco Eurotech, de 1997 a 2005), MGC19140 (grade frontal para Iveco Stralis e Eurotech, a partir de 2004), MGC16664 (grade frontal para Scania Série 4) e MGC16665 (grade frontal para Volvo FH12, fabricado até 2003).

Manutenção preventiva

Os técnicos da Marelli Cofap alertam para a importância da manutenção preventiva dos diversos sistemas de um veículo. No caso dos amortecedores de suspensão, por exemplo, com o desgaste natural de seus componentes internos, seu desempenho passa a ser prejudicado e podem oferecer riscos aos motoristas e comprometer outros itens da suspensão do veículo. Por isso, é necessário estar sempre atento às revisões periódicas.

Para caminhões e utilitários, esse cuidado vale ouro. Afinal, ficar com o veículo parado na oficina representa aumento de custo e, o que é pior, compromete a receita do frotista, ao contrário do que ocorre quando as revisões periódicas são planejadas.

Sendo necessária fazer a troca de uma peça, o recomendado é que sejam utilizados componentes confiáveis, reconhecidos pelo mercado, como é o caso das autopeças Cofap, cujo desenvolvimento segue rigorosamente os parâmetros dos projetos das peças genuínas, garantindo ao usuário um desempenho equivalente ao do produto original. Além disso, os amortecedores automotivos Cofap possuem o selo do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), que atesta a qualidade da peça para o mercado reparador.

Mais informações sobre os produtos e lançamentos das marcas Cofap e Marelli podem ser encontradas em www.mmcofap.com.br.