Citroën Jumpy estreia versão a hidrogênio

AutoIndústria

A Citroën adianta tendências e amplia a sua oferta de comerciais leves com a introdução na linha de utilitários elétrico o ë-Jumpy Hydrogen, modelo movido a célula de combustível a hidrogênio. O veículo surge para suprir operações de transporte que necessitam de mais autonomia, além de pouco tempo a perder com recargas. As primeiras unidades começam a ser entregues no outono europeu de 2021.

O ë-Jumpy Hydrogen é o primeiro veículo da marca a adotar a tecnologia que associa baterias e célula de combustível. Sem alterar as capacidades de carga útil e volume, o furgão promete alcance de 400 km, antes os 300 km que, em média, entrega o elétrico puro, e precisa de somente de 3 minutos para ser recarregado. O conjunto de três tanques de hidrogênio de fibra de carbono instalados próximos à bateria fica sob os bancos dianteiros.

A concepção do furgão integra uma célula de combustível de 45 kW, responsável por produzir eletricidade a partir do hidrogênio armazenado, e uma bateria de 10,5 kWh, que proporciona uma reserva de 50 km, entrando em ação quando o tanque de hidrogênio está vazio.

O Jumpy é produzido na fábrica de Hordain (Sevelnord), na França, e convertido posteriormente no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de células de hidrogênio do Grupo Stellantis, em Russelsheim, na Alemanha.