CBMM investirá no segmento de baterias para carros elétricos

A CBMM, empresa brasileira que comercializa para o mundo todo produtos industrializados de nióbio, anunciou novas estratégias para atrair diversos setores, como o automotivo, no segmento de baterias em carros elétricos.  

Até 2030, com o aumento do número de produtos de nióbio, a CBMM precisa diversificar o mercado de vendas e com isso, investe de 150 milhões de reais a 200 milhões de reais por ano em pesquisa e inovação de metais. De acordo com as estimativas da empresa, em dez anos a quantidade de nióbio usada fora dos usos tradicionais na siderurgia representará 35% do total das vendas.  

Entre as principais apostas fora do core business está no setor automotivo, no plano de baterias para carros elétricos. No entanto, a maior parcela dos investimentos em pesquisa e inovação ainda vem da indústria do aço, que planeja receber 100 milhões de reais em 2021. 

A empresa estima que, em dez anos, o negócio de baterias para carros elétricos representará uma parcela significativa (aproximadamente 25%) das vendas de nióbio fora da indústria siderúrgica.