Autopeças apostam no mercado de veículos elétricos

Valor Econômico

Em 2020, quando a produção automotiva caiu 82% no segundo trimestre do ano, com 23% de retração no terceiro e 2% no último, sempre em relação ao mesmo período de 2019, a indústria de autopeças viu-se obrigada a investir em inovação e criatividade para buscar a retomada em 2021. .

Empresas que já possuem um histórico de pesquisas e investimentos em inovações tecnológicas saíram na frente. Com visão no futuro, elaboraram suas estratégias para atender às tendências da indústria automobilística.

Eletrificação de veículos, compartilhados ou autônomos, inteligência artificial, big data, compostos inteligentes e convergência entre máquina e serviços virtuais são tendências que devem acrescentar dados, integração de sistemas e plataformas ao mercado da mobilidade. No quesito sustentabilidade, a meta é zerar a emissão de carbono até 2025 fazem parte dos planos em comuns dessas empresas.