Volvo anuncia que lançará apenas carros híbridos e elétricos a partir de 2019

86

 

                                                                           Tecnologia híbrida cresce na Volvo

 

Claudio Milan

claudio@novomeio.com.br

A revolução em curso no setor automotivo ganha velocidade e aquilo que parecia distante está cada vez mais perto de nossa realidade. A substituição dos motores a combustão interna – gasolina, etanol e diesel – pela propulsão elétrica vem ganhando impulso e novos fatos comprovam que em pouco tempo nada será mais como antes.

Uma das notícias mais impactantes foi confirmada em julho pela Volvo. A montadora sueca anunciou que, a partir de 2019, todos os carros lançados pela marca terão um motor elétrico. A medida ratifica de forma irreversível a tendência de eletrificação da frota – as macrotendências tecnológicas em geral surgem nos automóveis premium, mas não demoram a se propagar pelas demais categorias. É a primeira vez que uma montadora anuncia que não desenvolverá novos produtos equipados exclusivamente com motores a combustão interna. Os modelos da marca exclusivamente a gasolina ou diesel à venda antes de 2019 continuarão sendo produzidos e comercializados até o final de sua vida útil.

Segundo o presidente da montadora, Håkan Samuelsson, a decisão atende a uma necessidade dos consumidores. “As pessoas exigem cada vez mais carros eletrificados e queremos responder às necessidades atuais e futuras dos nossos clientes”. O futuro portfólio da Volvo será formado exclusivamente por carros totalmente elétricos ou híbridos – serão cinco novos modelos totalmente elétricos entre 2019 e 2021, três deles modelos Volvo e dois sob a grife Polestar, braço de alta performance da montadora sueca. A gama será complementada por veículos híbridos e híbridos plug-in combinados a motores diesel ou gasolina

Na prática, a decisão significa que num futuro muito próximo não haverá mais à venda nenhum modelo Volvo sem motor elétrico. “Este anúncio marca o fim do carro movido unicamente por motor de combustão”, decreta Samuelsson. A Volvo deu o chamado pontapé inicial. Alguém tem dúvidas de que outras marcas irão caminhar na mesma direção?

Enviar comentário