Transmissão e suspensão lideram faturamento no mercado de reposição

Por Claudio Milan

A idade média dos automóveis em circulação no Brasil subiu para 9,7 anos, a mais alta dos últimos 18 anos. A informação foi divulgada por José Guedes, presidente do Grupo NPD no Brasil, durante sua apresentação no Seminário da Reposição Automotiva. O dado é um entre diferentes fatores que, segundo o executivo, confirmam uma tendência francamente positiva no aftermarket nacional.

Parceira de conteúdo do Novo Varejo, a NPD vem monitorando o desempenho do mercado de autopeças brasileiro a partir das vendas realizadas por 12 dos maiores distribuidores de componentes automotivos do país. Segundo Guedes, esta base representa cerca de 20% do setor. E, a perspectiva é de que ela seja ampliada, o que trará dados cada vez mais abrangentes. “Para o próximo ano já temos algumas confirmações. Podemos mencionar que a Fortbras em 2020 fará parte do painel da NPD”, disse Guedes.

Veja nos gráficos e tabelas a seguir as principais constatações do trabalho realizado pela NPD e a interpretação de José Guedes sobre as movimentações do mercado.