Otimismo com recuperação econômica é destaque na série ‘Fale com o Sincopeças Brasil’

Consolidação da cultura organizacional junto aos colaboradores também é tema proposto pelo varejo este mês

A aprovação da Reforma da Previdência pela Câmara dos Deputados trouxe um sentimento de otimismo nos empresários e investidores brasileiros, que esperam agora por uma sequência mais harmoniosa da administração do Governo Federal e um consequente aumento da estabilidade econômica e institucional do país.

Esse sentimento foi compartilhado pelo varejista Marcelo Gian, proprietário da Gian Autopeças, de São Paulo (SP), que expressou sua confiança na ‘plena confiança na recuperação da economia para o segundo semestre de 2019’.

Representante do sempre pujante mercado nordestino de autopeças, o gerente de operações da Centrocar, de Fortaleza (CE), por sua vez, usou o canal direto com a principal entidade de representação do setor para expressar suas dúvidas quanto às estratégias para fixação da cultura da empresa no quadro de funcionários.

As questões foram respondidas por Francisco De La Tôrre, vice-presidente do Sincopeças-BR. Participe você também enviando sua pergunta para [email protected]

Marcelo Gian, da Gian Autopeças de São Paulo (SP) – Acredito que com a aprovação da Previdência – que terá impacto relevante na confiança dos empresários e consumidores – teremos plena recuperação da economia para o segundo semestre de 2019. Você compartilha desse otimismo?

Francisco De La Torre –Tenho certeza que a aprovação da Previdência traz impacto positivo para o futuro e vai se refletir na performance da economia no segundo semestre, trazendo mais confiança para os empresários e para o consumidor em geral, na medida que garante a solvência fiscal do País no longo prazo. Porém, para termos plena recuperação da economia temos ainda que enfrentar uma reforma fiscal. Temos que ficar muito atentos aos programas de privatização e de concessões de portos, aeroportos e rodovias que o governo vem fazendo e, no meu entender, vem tocando a bom termo. Entretanto, a estratégia política de polarização por parte do governo, e o resultado que pode ocorrer com as eleições na Argentina, podem levar o governo de Bolsonaro a polarizar inclusive com a própria Argentina – conforme o resultado das eleições de outubro – e trazer certa insegurança para os investimentos. De toda forma, acho que, sim, teremos um desempenho melhor da economia no segundo semestre, mas ainda é muito prematuro considerarmos uma plena recuperação. Vale dizer que a reforma da Previdência e a reforma Fiscal seriam medidas de longo prazo fundamentais para começarmos a visualizar um crescimento sustentável. Medidas de médio prazo, como essas que o governo vem adotando na área da privatização e de concessões, trarão impactos bastante positivos no médio prazo porque atrairão investimentos maciços e com alta demanda de mão de obra. Medidas de curto prazo, que são as microeconômicas, poderiam ser adotadas pelos governos estaduais, como a aprovação da Inspeção Veicular. Nesse sentido, o Sincopeças-SP encaminhou em agosto ofício aos Deputados Estaduais de São Paulo com considerações sobre a premente necessidade de aprovação e implantação do PL 1187/2009, projeto de lei que dispõe sobre o Programa Ambiental de Inspeção e Manutenção de Veículos em Uso no Estado de São Paulo, em municípios do Estado de São Paulo. Em nosso entendimento, a premissa para o bom funcionamento da Inspeção Veicular e, consequentemente, o bom funcionamento da frota, é que seja uma Inspeção Técnica Ampla, Geral e Irrestrita sobre Itens de Emissão de Poluentes e de Segurança de todos os veículos particulares e comerciais. Ou seja, o veículo está circulando, então tem de passar por inspeção. Esse é um tema sério que, apesar da sua aparência impopular, deve ser enfrentado pelo Poder Público.

Marcos Santana, da Centrocar, de Fortaleza (CE) – Que estratégias devemos adotar para alinhar os objetivos pessoais dos colaboradores à visão de futuro da empresa?

Francisco De La Torre –Vale a pena deixar bem claro para os colaboradores a visão de futuro da empresa, com programa de crescimento e plano de carreira, proporcionando expectativa e possibilidade de crescimento profissional para que esses colaboradores consigam, a partir dessas estratégias de crescimento e desenvolvimento, sentir-se confortáveis e motivados para trabalhar e contribuir com o desenvolvimento da própria empresa. O Sincopeças-SP tem se dedicado a fomentar ações para orientar as empresas no processo de reestruturação do negócio, aprimorando a gestão e treinando colaboradores e gestores a partir de parcerias desenvolvidas com importantes instituições educacionais, entre elas, o Senac-PR (Programa de Formação para o Comércio de Autopeças – Ensino à Distância, curso com carga horária de 95 horas; a Anhanguera Educacional de ensino superior; e o Grupo Impacta na área de TI, Gestão, Design e Mercado Digital.