Negociação sobre o MVA de autopeças em Rondônia é concluída com sucesso

Está definida a Margem de Valor Agregado (MVA) de autopeças no estado de Rondônia. A partir de 1° de setembro, o novo MVA passará de 35% para 50%. De acordo com um estudo apresentado anteriormente pela Secretaria de Estado de Finanças-SEFIN, em outros estados do país o percentual varia entre 40% a 71,78%. A Fecomércio/RO avaliou que um reajuste maior no estado poderia significar um aumento das compras por via eletrônica, enfraquecimento do setor e até mesmo desemprego, na medida em que a grande maioria dos empresários é de pequeno porte. A porcentagem negociada visa não criar um passivo para as empresas e atender à necessidade de não inviabilizar o mercado estadual de autopeças.

O Conselheiro da Fecomércio/RO e Presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Peças e Acessórios para Veículos do Estado de Rondônia (Sindipeças), Osmar Santana, coordenou as negociações desde o início e avaliou como uma oportunidade única para o setor produtivo. “Mostramos a real situação dos empresários de autopeças, houve, por parte do Governo, uma atenção e um entendimento da situação econômica que passamos, e temos, certeza, que o resultado foi proveitoso para todos os envolvidos”, afirmou.

Para o Presidente do Sistema Fecomércio/RO e Vice-Presidente da CNC, Raniery Araujo Coelho, o resultado foi positivo. “Agradecemos aos deputados estaduais que abraçaram esta causa e ao governo do Estado, através da Sefin, que nos deu oportunidade de dialogar e expor os problemas que um aumento maior poderia trazer para o setor e para a própria arrecadação. Acredito que este entendimento entre todos foi de fundamental importância para que ninguém saia prejudicado e nosso Estado continue a crescer”, afirmou o presidente.