Cotidiano

109

Américo José da Silva Filho é sócio diretor da Cherto Atco Educação Corporativa

americo.jose@cherto.com.br

“Todo dia ela faz tudo sempre igual…”

Cotidiano! Essa música do Chico Buarque ilustra bem a rotina de uma pessoa que faz tudo sempre igual, pontualmente, e que apesar de uma certa insatisfação, a decisão é permanecer na zona de conforto.

Muitas vezes nos deparamos em determinados momentos de nossas vidas com essa essa insatisfação, e falamos conosco: “eu vou mudar”; “vou fazer diferente!”.

Isto ocorre principalmente no final do mês quando olhamos a nossa meta. Sempre buscamos mais, sempre queremos resultados diferentes, mas nossa tendência é “fazer tudo sempre igual”. Lembra: Se fizer o que sempre fez, vai conseguir o que sempre conseguiu. Se quiser algo diferente, faça diferente.

Entramos numa bola de neve, e aí se instala a desmotivação, muitas vezes com a “desculpa verdadeira” de que com a minha rotina, meus afazeres, meu dia a dia não me deixa fazer diferente. Profissionalmente viramos algo fixo que é fácil de atingir porque sempre repetimos as mesmas ações. E ficamos feito cães, correndo atrás da cauda. Somente novas atitudes vão gerar novos resultados. Não há milagre!

Temos que ter coragem para mudar, comece mudando pequenas coisas, como escovar os dentes com a outra mão, percorrer um novo caminho para ir ao trabalho, procure escrever com a outra mão. Experimente novos alimentos, assista outros tipos de filmes, escute músicas diferentes.

É preciso perceber, antes de mais nada, o que de fato queremos, buscamos, para daí então, traçar um novo rumo, para chegar onde queremos.

Então, se você quer vender mais, melhorar seus resultados, desligue o piloto automático, inove em suas atitudes, saia da sua zona de conforto, arrisque-se!

O que diferencia você de seu concorrente são seus velhos comportamentos e atitudes.

Encare sua vida como se fosse uma expressão matemática: X+2 = ?, onde X é a variável, ou seja, suas atitudes e seus comportamentos. Se X for sempre o mesmo, por exemplo, 1, o seu resultado sempre será o mesmo (1+2=3). Aqui, apontamos um resultado positivo, mas X também pode ser negativo…

Precisamos melhorar e traçar um plano de ação que nos leve ao resultado esperado, mesmo sabendo que depende de nós mudar as variáveis da nossa vida. E será um dia de cada vez, acertando, errando (e aprendendo com os erros), e assim podemos mudar a canção da nossa vida…

Alvin Toffler tem uma frase:

“O analfabeto do século XXI não é aquele que não sabe ler e escrever, mas aquele que não sabe apreender, desaprender e apreender novamente”.

Ainda dá tempo, reveja suas metas para 2017 e trace um plano diferente para atingi-las.

Boas vendas!