AutAFAstar investe em qualidade e desenvolvimento

61

Oferecer ao mercado peças automotivas de qualidade com preços competitivos e respeitando a legislação brasileira, sempre buscando aperfeiçoamento em seus processos de vendas e atendimento, é a missão da AutAFAstar desde seu nascimento, em 2007.

Ao longo de sua trajetória, a empresa vem adotando diferentes estratégias para aprimorar cada vez mais os produtos comercializados no Brasil. Uma delas está sob o comando do analista de desenvolvimento Wladimir Banin. Com a experiência de quem construiu, desde 1979, uma sólida carreira na área técnica de montadoras e importadoras de automóveis, Banin atuou em setores como engenharia de materiais, treinamento de mecânicos e assistência técnica. Com isso, adquiriu uma visão sistêmica que agora está a serviço da AutAFAstar e dos clientes da marca. “Passei por cerca de cinco montadoras. Nessas empresas, entre outras funções, analisei produtos que vinham dos fornecedores para aprová-los segundo os parâmetros metalúrgicos e metalográficos para, efetivamente, checar se as atendiam as exigências da linha de montagem”.

Wladimir Banin, analista de desenvolvimento da AutAFAstar

Este conhecimento hoje é aplicado aos produtos trazidos pela AutAFAstar para o mercado brasileiro. “Aqui eu atuo no desenvolvimento de produtos e atendimento aos clientes. Desenvolvemos os itens, que são enviados à China e produzidos segundo as características químicas, físicas, climáticas daqui. O protótipo volta e é testado em carros de clientes de nossas oficinas parceiras. Só depois de aprovados nos testes de campo é que os componentes são colocados à venda. Como eu vim das montadoras, tenho uma base de documentação técnica muito grande e isso tem nos ajudado bastante”, explica.

Banin conta que as autopeças chinesas evoluíram muito nos últimos anos, especialmente no que se refere aos materiais utilizados e ao tratamento térmico. “Hoje o produto chinês está com qualidade, se não for acima, no mínimo igual ao original das montadoras”.

Este investimento em qualidade tem permitido à AutAFAstar ganhar espaço no mercado brasileiro. “A gama de peças que da AutAFAstar é grande e está crescendo, estamos buscando os itens de maior número de trocas no mercado, tem muita coisa nova chegando. Entramos, por exemplo, com corretor de frenagem traseiro das linhas francesas, em que, para auxiliar o mecânico, fizemos uma bula de aplicação”.

Uma das consequências imediatas de todo esse trabalho de desenvolvimento e analises técnicas foi a redução das garantias na empresa. Com o reparador melhor informado e a qualidade assegurada, o mecânico trabalha tranquilo e o consumidor fica cada vez mais satisfeito.